Tilápia com gene editado é classificada como não-OGM na Argentina

29-01-2019

A linhagem FLT 01 de tilápia, desenvolvida por meio de técnicas de edição genética, não será classificada como organismo geneticamente modificado (OGM) na Argentina, de acordo com a Comissão Nacional de Consultoria em Biotecnologia Agropecuária (CONABIA).

A nova linhagem foi desenvolvida pela Intrexon e sua subsidiária AquaBounty Technologies, conhecida por seu salmão AquaAdvantage.

A FLT 01 foi desenvolvida para expressar características como melhoria de 70% no rendimento do filé, aumento de 16% no índice de crescimento e melhoria de 14% no índice de conversão alimentar.

Segundo a CONABIA, a FLT 01 foi desenvolvida utilizando técnicas de edição genética e não contém DNA exógeno ou nova combinação de material genético e, portanto, não é considerado um OGM.

Fonte da imagem em destaque: The Fish Farming Expert

Fonte: ISAAAThe Fish e The Fish Farming Expert